Pós-venda: como fidelizar o público feminino nas concessionárias

Pos venda - mulher na concessionária

Elas vieram para ficar! Outrora dominado por homens, o mercado automotivo ganha, a cada dia, mais e mais consumidoras, ainda mais cuidadosas e observadoras que os compradores do sexo masculino. Neste sentido, torna-se um desafio não somente vender o automóvel, mas também garantir o pós-venda, com ações que ofereçam um diferencial para este público tão exigente.

Segundo especialistas, de maneira geral, o consumidor do século 21 é bem diferente daquele que, há alguns anos, se contentava em o mercado ofertar cerca de quatro marcas para ele escolher, e que, quando chegava uma nova linha, as novidades eram uma cor diferente, uma roda com novo desenho ou o espelho retrovisor do lado direito “de brinde”. Hoje, ao chegar em uma concessionária, o consumidor já pesquisou tanto sobre o mercado que, muitas vezes, sabe mais sobre a marca que o próprio vendedor.  Desta forma, se ele não ficar contente com o atendimento, dá meia volta e vai para outra concessionária.

Com as mulheres, a venda e o pós-venda podem ficar ainda mais desafiadores. Embora emotiva por natureza, a consumidora é mais econômica e se achar que o serviço oferecido não atende às suas necessidades, não pensará duas vezes em buscar um concorrente. Para elas, pesa também um bom atendimento, que a faça sentir que está realizando um “sonho”. Portanto, confira dicas que preparamos para conquistar e manter este público durante o pós-venda:

Cative a cliente

Uma das técnicas que melhor se aplica a este público é o chamado “marketing de relacionamento”. O objetivo é ampliar o relacionamento e assim manter a cliente na marca. Se possível, da própria concessionária. De acordo com pesquisas recentes, somente um bom atendimento vai fazer a concessionária manter o consumidor fiel.

Um estudo realizado nos Estados Unidos buscou explicar porque muitos clientes não voltam às concessionárias para serviços de pós-venda: 70% dos casos são motivados pela insatisfação com o atendimento e só 14%, pelo descontentamento do cliente com o produto.

Personalização

No caso das mulheres, estratégias utilizadas em shoppings, por exemplo, podem ajudar e muito no atendimento voltado para elas no setor automotivo. Além de um atendimento personalizado, o uso de cores e cheiros e o entendimento de que há peças exclusivas para elas podem fazer toda a diferença. E se à primeira vista este investimento pode parecer custo a mais, lembre-se sempre da máxima: o valor para recuperar um cliente é sete vezes maior do que o investido para ganhar um cliente; portanto, conseguir mantê-lo é um grande negócio.

Prêmios e fidelização

Outra dica é oferecer serviços agregados para toda a família, já que as mulheres buscam automóveis pensando no conforto do lar e não somente para uso pessoal. Podem ser ofertas e brindes de reservas em hotéis, compra de ingressos para shows, informações e reservas em restaurantes no Brasil e no exterior. Estas informações, inclusive, podem estar disponíveis para a cliente em um atendimento 0800 ou no site da empresa, dando mais credibilidade ainda ao serviço. Os “prêmios” também podem ser ofertados às consumidoras que optarem por cartões de fidelidade da empresa, estimulando às idas à concessionária.

As estratégias são inúmeras, bastando aos donos e gerentes de concessionárias observarem que investir na fidelização do cliente não significa prejuízo ou custo, mas investimento.

Não esqueça que as mulheres já representam quase 50% das compras de carro no país e esta tendência tende a aumentar ainda mais, com a chegada de modelos exclusivos ao mercado para elas. Então, que tal apostar neste público novo?

Quais as estratégias que sua empresa usa para fidelizar as clientes durante o pós-venda? Compartilhe nos comentários!

Faça um comentário